CHEGAMOS A 1.000.000

CHEGAMOS A 1 MILHÃO DE ACESSOS. OBRIGADO;

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Apesar das dificuldades, Prefeito diz que município assume qualquer entidade, se for o caso.

O Prefeito Miguel Belmiro de Souza afirmou à reportagem de A Gazeta que o Asilo não está recebendo recursos do Município em razão de não ter feito o convênio que possibilita os repasses. A Presidente do Asilo Ana Carneiro rebate dizendo que desde março passado os documentos estão na Prefeitura para a redação do convênio que nunca ocorreu. O Prefeito afirmou que muitas pessoas, não se referindo a Presidente do Asilo, estão usando politicamente as dificuldades financeiras do Município para jogar a população contra a administração municipal. O Prefeito afirmou que o Município, segundo relatos inclusive de servidores técnicos, nunca passou por uma crise financeira tão grave. O Governo do Estado está retendo os recursos financeiros dos municípios Mineiros. Miguelzinho afirmou que cidade de grande porte na região como Muriaé, Juiz de Fora, Ubá e outras estão atravessando dificuldades com folha de pagamento, custeio e podem até mesmo não pagar o décimo terceiro. Miguelzinho afirmou que alguns adversários políticos usam as redes sociais para tentar prejudicar seu governo culpando-o pela má gestão do governo de Minas Gerais que está se apropriando do dinheiro das cidades sendo o verdadeiro causador da crise financeira que assola o estado. O Prefeito ainda afirmou que mesmo com as dificuldades tem feito os repasses as entidades que tem convênio mas que depende de que os cofres municipais recebam do Governo de Minas o dinheiro devido. O Prefeito disse ainda que se por acaso qualquer diretoria de entidade filantrópica sentir-se sem condilções de gerir a instituição por conta da crise financeira, a Prefeitura e sua administração não permitirão o fechamento da mesma. “Estamos prontos para assumir apesar das dificuldades”, afirmou o Prefeito. O fato é que Minas Gerais em estado de falência fiscal e orçamentária está levando consigo para o abismo os Municipios do estado e a conta está recaindo no “colo” dos Prefeitos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.