CHEGAMOS A 1.000.000

CHEGAMOS A 1 MILHÃO DE ACESSOS. OBRIGADO;

quinta-feira, 7 de março de 2019

Urina nas ruas, funks pesados, falta de respeito, crianças de colo e outros equívocos marcaram o último dia de Carnaval em Além Paraíba

Vários equívocos, para não usar palavra pior marcaram o Carnaval de Além Paraíba principalmente no desfile do bloco Jegue Elétrico na tarde da terça feira, 5 de março. Uma enorme quantidade de crianças de colo (bebês aparentando em alguns casos menos de 3 meses de vida) eram vistos no meio da multidão junto das animadas mamães que dançavam e pulavam como se o filho fosse apenas um adereço da ridícula fantasia. Moradores das ruas transversais as vias por onde o Jegue Elétrico passava tiveram de se postar em frente as suas residências para que, com suas presenças, tentassem coibir que homens e mulheres, sem qualquer pudor ou vergonha urinassem como cães nas calçadas, postes e muros das casas. Sem qualquer constrangimento as mulheres abaixavam a roupa íntima e em posição de cocoras urinavam. Os homens, que podem urinar mais facilmente por razões anatômicas o faziam demonstrando ainda o pênis para quem desejasse ver. As músicas executadas no Jegue Elétrico nada tinham de carnaval; Eram funks pesados, com incitação a violência; São os "funks proibidões". A Guarda Municipal em número reduzido na cidade fez o que pôde para tentar minimizar os problemas mas não contou com outros dispositivos de segurança pública. O Conselho Tutelar, remunerado pelos cofres públicos não deu o ar da graça no evento. A festa virou farra a e liberdade virou libertinagem. O pior de tudo isso é que ano que vem tem mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.