CHEGAMOS A 1.000.000

CHEGAMOS A 1 MILHÃO DE ACESSOS. OBRIGADO;

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Em Além Paraíba e em dezenas de cidades brasileiras o Dia da Consciência Negra é Feriado. Entenda o significado da data.

Através de Lei Municipal de autorida do então Vereador Dauro Machado, desde 2005 o Dia 20 de Novembro é feriado municipal pelo Dia da Consciência Negra. Dezenas de Municípios e ate mesmo unidades federativas inteiras comemoram a data com feriado. Em todo Brasil é celebrado em novembro o mês da Consciência Negra. Seu marco é o dia 20 de novembro, data relacionada à morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palamares, situado entre Alagoas e Pernambuco. O Quilombo dos Palamares era símbolo de luta e resistência contra a escravidão e referência à liberdade e autonomia de um povo que durantemais de três séculos vinha sendo brutalizados, arrancados à força de sua terra natal, a África, trazidos a outro continente para servir e produzir no nascente Brasil colonial. Foi nesse contexto hostil que nasceu o nosso país. Por isso, tudo o que foi gerado, produzido, construído se deve às mãos negras dos Africanos e seus descendentes. Em meados do século XVII o Quilombo era referência deprodutividade, sustentabilidade e fartura. Sua economia era baseada na agricultura. Produziam para consumo interno e geravam excedentes para comercialização com as fazendas da região. Nesse período, a monocultura da cana de açúcar gerava miséria e escassez de alimentos. Por isso a população de Palmares era símbolo de prosperidade e organização social. Isso gerou embates com o sistema econômico da época e o Quilombo foi destruído e sua população brutalmente dizimada. O Quilombo dos Palmares foi uma república em pleno período colonial e escravocrata! Sua população com cerca de 20 mil habitantes trabalhava de forma coletiva. Seu aniquilamento, contudo, não matou a memória dos que fizeram. Daí a importância do 20 de novembro em nossa sociedade atual. Assim como o Quilombo dos séculos XVI e XVII, tentamos hoje construir novas trajetórias. Ainda sofremos fortes resquícios de uma sociedade que foi construída a partir da subserviência e exploração econômica e, como bem colocou Darcy Ribeiro: escravos ontem, hoje subssalariado. Por isso, quando empreendemos estamos dizendo não aos empregos exploratórios. Quantas empreendedoras somos tendo como origem nossa herança negra? Quantas somos afro brasileiras e afro empreendedoras? Qual a importânciaem reconhecermos e evidenciarmos nossa origem? Como o Quilombo dos Palamares, somos símbolo de resistência e referência para esta maioria da população que precisa reconhecer e valorizar sua herança, nossa cultura.  A data de 20 de novembro é um importante marco para refletirmos sobre nosso legado e conhecermos verdadeiramente nossa origem e identidade. O Dia da Consciência Negra é comemorado em 832 dos 5.570 municípios do país com feriado municipal. Em alguns estados da Federação a data tornou-se Feriado Estadual. A data de 20 de novembro  foi incluída em 2003 no calendário escolar nacional. Contudo, somente a Lei 12.519 de 2011 instituiu oficialmente o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. No entanto, o Dia da Consciência Negra  não celebra simplesmente a consciência afro-brasileira, mas relembra o aniversário da morte de Zumbi dos Palmares, líder da República dos Palmares – também conhecida como Quilombo dos Palmares – no dia 20 de novembro de 1695. No dia da Consciência Negra o objetivo é fazer uma reflexão sobre o relevo da cultura e do povo africano e o impacto que tiveram na evolução da cultura brasileira. Sociologia, política, religião e gastronomia entre várias outras áreas, foram profundamente influenciadas pelas culturas negra e africanas. É dia de comemorar e mostrar profundo apreço pela cultura afro-brasileira. A cronologia da morte de Zumbi dos Palmares começa mesmo antes de seu nascimento. Em 1600, escravos negros foragidos dos engenhos de açúcar de Pernambuco fundam, na Serra da Barriga (CE), o Quilombo dos Palmares – 30 mil passam a morar na região. Em 1644, após 14 anos de presença no nordeste brasileiro, os holandeses falham na invasão ao Quilombo. Em 1654, eles são expulsos pelos portugueses do nordeste.  Zumbi nasceu em 1655, em um dos acampamentos no Quilombo. Ainda jovem, ele foi aprisionado em 1662 e dado ao padre Antonio Melo que o batizou como Francisco. Ele ensinou ao jovem latim e português e, por sua vez, passou a ajudar o sacerdote em suas missas. Durante 14 anos, entre 1680 e 1694, Zumbi liderou a República dos Palmares retaliando e afastando os ataques das tropas portuguesas. Porém, em 1694, com apoio da artilharia, os portugueses derrotaram Zumbi e destruíram a República dos Palmares. Ferido e derrotado na Cerca do Macaco – principal mulambo dos Palmares – Zumbi ainda consegue fugir dos militares portugueses comandados por Domingos Jorge Velho e Vieira de Mello.O líder negro ainda conseguiu viver durante um ano, até ser denunciado por um antigo companheiro. Zumbi foi localizado pelos portugueses, preso e degolado em 20 de novembro de 1965. Zumbi lutou até a morte contra a escravidão, que só viria em 1888, com a abolição oficial da escravatura no Brasil, cerca de 193 anos após sua morte. Nas seguintes cidades e estados 20 de novembro é feriado pelo Dia da Consciência Negra:  Alagoas: De acordo com a Lei Estadual n° 5.724 de 1995, todos os municípios do estado de Alagoas têm feriado no Dia da Consciência Negra. Amazonas: Feriado em todos os municípios do Amazonas. A capital Manaus também tem uma lei municipal que decreta o feriado do Dia da Consciência Negra. Amapá: A data é feriado em todas as cidades do Estado. Bahia: É Feriado em Alagoinhas, Camaçari e Serrinha. Espírito Santo: Feriado em  Cariacica e Guarapari. Goiás: Feriado pelo Dia da Consciência Negra em Goiânia, Aparecida de Goiânia, Flores de Goiás e Santa Rita do Araguaia. Maranhão: Só o município de Pedreiras tem lei municipal que determina 20 de novembro feriado. Minas Gerais: É feriado em 11 municípios mineiros, incluindo a capital, Belo Horizonte,  Além de Paraíba,  Betim, Guarani, Ibiá,  Jacutinga,  Juiz De Fora, Montes Claros, Santos Dumont, Sapucai-Mirim e Uberaba. Mato Grosso do Sul: Feriado somente em uma cidade de Corumbá. Mato Grosso: Todas as cidades do Estado, inclusive a capital Cuiabá, tem feriado em 20 de novembro. Paraíba:Só João Pessoa, capital do Estado, tem o 20 de novembro como feriado. Paraná: Duas cidades paranaenses têm feriado oficial no 20 de novembro: Guarapuava e Londrina.Rio de Janeiro: Feriado em todos os 92 municípios fluminenses, inclusive na capital a cidade do Rio de Janeiro. São Paulo: A data está no calendário oficial  como Feriado em 106 municípios, incluindo a capital São Paulo e grande São Paulo. Ativistas de consciência negra esperam que com o passar dos anos o feriado alcance mais cidades até que a data passe a ser considerada um Feriado Nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.